sábado, 28 de abril de 2012

Sabedoria e paradoxo

A meu ver a sabedoria é uma só. Aquela que prega a resignação, o bom senso e a prudência, que «joga pelo seguro», que escolhe sempre «do mal o menos» não é sabedoria, mas cálculo. Evita o compromisso e a responsabilidade. Tem medo do risco. É por isso que a literatura cristã fala tantas vezes de «verdadeira sabedoria». A esta opõe-se as sabedorias falsas ou aparentes. Mas a sabedoria é uma só. Abrange a totalidade do comportamento humano. O seu objeto é de tal modo vasto e complexo que tem de se alimentar do contacto vivo com Deus na meditação e na contemplação. É nesse contacto que se percebe, numa intuição súbita, ou numa perceção progressiva, que a excessiva vastidão e complexidade do real se reduz, em Deus, à unidade. À simplicidade do uno.

by José Mattoso in Levantar o Céu

Sem comentários: